0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Dieta da barriga negativa: quais alimentos ajudam a manter o abdome sequinho?

Uma alimentação equilibrada e exercícios físicos são essenciais para combater o acúmulo de gordura abdominal

Alimentos ricos em fibras e muita água estão entre os segredos de uma barriga sequinha.


O excesso de gordura na região abdominal está relacionado a diversos fatores, como genética, sedentarismo e maus hábitos alimentares. Tudo isso aliado ao grande consumo de produtos industrializados e falta de atividades físicas pode gerar ganho de peso e, consequentemente, o aumento daquele “pneuzinho” indesejado. 

Para quem já pensou em comprar um biquíni menor para exibir a barriga negativa no verão e ainda está incomodada com aquela gordurinha no abdome ainda dá tempo de transformar o cardápio diário. Neste caso é preciso evitar pratos hipercalóricos e com baixo valor nutricional que podem levar ao inchaço e colaboram no acúmulo de gordura graças ao excesso de calorias. 

“É preciso ficar longe de alimentos que são à base de gorduras saturadas (óleos e frituras) ou ricos em sódio, pois retém líquidos; carboidratos de alto índice glicêmico, como doces; produtos à base de farinha branca, etc”, diz a nutricionista funcional Andrezza Botelho.  Ela afirma também para tomar cuidado com alto consumo de carnes, principalmente a vermelha, por conta das grandes quantidades de colesterol, e de bebidas alcoólicas que além de prejudiciais, ainda são muito calóricas. 

Apostas certas: em quais alimentos investir?

Diversos alimentos ajudam a deixar (e manter) a barriga negativa não só no verão mas durante o ano todo. “É importante o consumo de fibras, que estão presentes nos alimentos in natura, como frutas, verduras, legumes, e grãos integrais, como arroz integral, aveia e leguminosas”, enumera a coordenadora do curso de Nutrição da Universidade Anhanguera de São Paulo, Julianna Shibao Ramirez. 

A professora explica que estes alimentos melhoram o trânsito intestinal, reduzindo o inchaço na região muitas vezes causado por intestino preso. No caso dos carboidratos, Julianna completa que eles são necessários para uma alimentação saudável e adequada. O problema está no excesso e na qualidade ingerida. “Devemos dar preferência aos integrais pelo seu maior conteúdo de fibras”, reitera. 

A nutróloga Marcela Voris também acredita que não é preciso cortar os carboidratos para manter a barriga sequinha. Basta escolher melhor, especialmente antes e depois dos exercícios físicos. “Opte por versões integrais, batata doce ou baroa. No pré-treino é importante para dar energia e manter os índices glicêmicos adequados. E, no pós-treino, o organismo precisa de energia e está, portanto, mais receptivo a eles”, detalha. 

A importância dos alimentos funcionais

Com certeza este grupo de alimentos precisa ser priorizado em toda dieta equilibrada, não somente para perder a gordura abdominal, mas especialmente para manter a saúde em dia. A docente de Educação Física da Faculdade Anhanguera de Bauru, Camila Ribeiro Gomide Queiroz, explica que alimentos funcionais são aqueles que trazem benefícios além de suas funções nutricionais básicas. “Podem ser chamados de compostos bioativos e ajudam com sua função antioxidante e anti-inflamatória, prevenindo doenças e melhorando a saúde como um todo”, conta. 

Normalmente são alimentos in natura ou minimamente processados, o que já indica maior qualidade nutricional e menor aporte calórico. Esses alimentos também podem ter papel mais específico para metabolização de gorduras ou auxiliar no perfil lipídico, contribuindo para manutenção da forma física. 

Entre os alimentos funcionais que controlam o apetite e aceleram o metabolismo, estão a chia e o goji berry além do chá verde que conta com propriedades antioxidantes. “Alimentos desta categoria conseguem causar saciedade, facilitar o transito intestinal, ajudar no controle glicêmico, na hidratação, no metabolismo, na queima de gordura, na recuperação muscular, na disposição durante o dia”, analisa a nutricionista Nicolle Albanezi. 

Muita água!

A água é um poderoso aliado para o bom funcionamento corporal e para contribuir com a barriga negativa, já que também auxilia a “desinchar”’ a região abdominal. “Em relação à barriga sarada, a água é importante para eliminar substâncias que não são mais necessárias ao corpo, ou mesmo tóxicas, além de manter fluidez sanguínea, que garante melhor circulação, absorção e excreção”, analisa a nutricionista funcional Andrezza Botelho. 

Além de hidratar o organismo, a água sacia e auxilia no trabalho do intestino. Os músculos são formados essencialmente por água por isso para ter uma barriga com músculos aparentes é essencial uma hidratação adequada. 

A recomendação sobre a ingestão de água diariamente pode variar de pessoa para pessoa, mas no geral, é indicado de 2 a 3 litros. “Só evite água durante as refeições e experimente alcançar metas de hidratação. Hoje existem no mercado diversas garrafas térmicas que ajudam a monitorar a hidratação, assim como aplicativos de celular”, finaliza Marcela Voris. 

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Dieta da barriga negativa: quais alimentos ajudam a manter o abdome sequinho?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo