0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Não planejou as férias de julho dos filhos? Ainda dá tempo de se programar

O ideal é os pais se planejarem antes, mas há soluções de última hora para distrair as crianças nas férias de julho

Férias de julho: é possível conciliar vida profissional dos pais com a pausa dos filhos.


Uma pequena pausa nas atividades escolares no meio do ano é necessária para dar fôlego aos estudos, até o fim do segundo semestre. Mesmo as crianças que estão pela primeira vez na escola sentem necessidade de recarregar as energias. Mas para os pais e mães que trabalham fora, as férias de julho podem tornar-se um problema.

Desde a matrícula dos filhos na primeira escola, é comum pais atribuírem algumas de suas próprias responsabilidades a professores e aos sistema de ensino. A escola facilita, sem dúvida, a rotina de vida de pais com atividades profissionais. Mas o calendário escolar é feito em função das crianças e não da vida profissional dos pais.

"É um erro achar que a escola será a solução para questões do dia a dia. Um dos exemplos é o momento de férias e julho. Os pais precisam planejar estas pausas na rotina da criança com antecedência", recomenda a pedagoga Leila Amaral.

Planejamento é a solução

Mas a verdade é que grande parte dos pais não conseguem tirar dois períodos de férias ao longo do ano. E acabam optando pelo mês de janeiro, quando, após as festas de fim de ano, o período de pausa escolar é mais longo.

Para a psicóloga e terapeuta de família, Helena Monteiro, é preciso encarar a realidade. "O planejamento ainda é a melhor forma de os pais evitarem a ansiedade e a culpa por não poderem desfrutar 100% dos momentos de lazer dos filhos durante as férias de julho", orienta a terapeuta. 

Especialistas recomendam que, ao receberem o calendário escolar dos filhos no início do ano letivo, os pais já devem planejar as férias de julho. "É preciso desde juntar dinheiro no início do ano para contratar uma babá até acionar a família, os amigos ou pais de colegas da escola, a fim de arranjar programas para as crianças", completa a psicóloga.

Férias de julho em cima da hora

Para os pais que não conseguiram se planejar para o período de férias de julho, nada ainda está perdido. Veja a seguir algumas soluções práticas para distrair os pequenos durante as férias de julho, que já chegaram!

  • Depois do expediente. Durante as férias de julho, saia na hora, nada de ficar um pouquinho após o expediente. E faça um plano de atividades de fim de dia ou noturnas, que podem ser desde sessões de filme, teatrinho ou outras brincadeiras para fazer dentro de casa ou criar um 'dia da receita', levando os filhos para a cozinha e ensinado um prato que crianças possam fazer;
  • Folga de um dia. Tente negociar ao menos um dia e folga na semana no trabalho. Converse com outros pais e vejam se conseguem fazer um esquema de uma folga para cada pai durante a semana e, nesse dia, um pai ou mãe se ocupa dos filhos e dos amiguinhos;
  • Visita ao trabalho. Dependendo da atividade profissional e da flexibilidade da empresa, é possível levar o filho para o trabalho algum dia. "Os pais costumam ficar preocupados, mas sempre se surpreendem em como os filhos se comportam bem no ambiente de trabalho deles. Desenhar ou jogos no computador são capazes de deixar uma criança concentrada por muito tempo no escritório", conta a psicóloga Helena Monteiro;
  • Colônia de férias. Mesmo em cima da hora, ainda é possível encontrar vagas, pois há muitas desistências;
  • Recorra aos amigos. Aproveite os tempos de redes sociais, que facilita o contato entre as pessoas e acione tios, avós, amigos. Sempre há alguém disposto a incluir mais uma criança nos programas das férias de julho, ou mesmo contribuir com ideias.

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Não planejou as férias de julho dos filhos? Ainda dá tempo de se programar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo