3
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Abdominal pode ser prejudicial para a coluna: saiba como evitar problemas

Função intestinal também pode ser prejudicada quando o exercício é mal feito, contribuindo com a retenção de gases e fezes 

Saiba por que o abdominal pode danificar a sua coluna.


O abdominal é um dos exercícios mais tradicionais de quem pratica atividade física. Prático, pode ser feito em qualquer local: no parque, na academia ou em casa. Entretanto, sua prática indevida pode causar sérios riscos para a saúde. 

Segundo Leonardo Machado, fisioterapeuta e criador do Projeto Por Uma Vida Sem Dor, “a barriga rígida causa uma pressão desnecessária no interior da cavidade abdominal, modificando a posição de músculos e órgãos, podendo causar dores na coluna vertebral e, inclusive, o surgimento de uma barriguinha.”

A região do abdômen, de acordo com o fisioterapeuta, não pode ser tensionada como é ao se fazer as flexões abdominais sugeridas nas academias. O abdômen deve ter a capacidade de se adaptar às variações volumétricas causadas pela própria alimentação. 

“Se o abdômen não estiver apto a isso, acontece um aumento na pressão no interior da cavidade, sobrecarregando músculos da coluna”, explica Leonardo. Com a pressão interna causada pelas flexões, a função intestinal também é prejudicada, contribuindo na retenção de gases e fezes (constipação). 

Não precisa abandonar

De acordo com Renato Santiago, professor de educação física, fundador e escritor do site Hora do Treino, quando bem feitos, os abdominais podem ser, inclusive, bons para coluna, pois o músculo abdominal fortalecido ajudará a manter uma postura correta e suportar impacto e tensões em movimentos do dia-a-dia. 

Segundo o professor, a melhor forma de executar o exercício seria com pouca ativação da região lombar, fortalecendo o abdômen sem forçar a coluna. Mas para quem prefere não arriscar, existem outras opções mais seguras, como os exercícios isométricos. Um exemplo seria a famosa prancha

Este exercício "fortalece a musculatura e não gera movimento nas articulações, no caso, nas vértebras da coluna. Além disso, a prancha também fortalece os músculos estabilizadores da coluna, tornando a região mais forte e resistente”. Para iniciantes, a frequência do exercício deve ser em dias alternados, com 2 a 3 séries de 15 a 20 repetições. 

Abdominal não elimina “pneuzinhos”

Renato desmistifica a ideia de que exercícios abdominais ajudam a queimar os pneuzinhos. Segundo o professor, eles são importantes para estabilizar a coluna e quadril que será exigindo em vários outros exercícios, o que ajudará na queima de gordura e no dia-a-dia, porém para queimar essas gordurinhas indesejadas é essencial atividades aeróbicas como correr, nadar, pedalar e uma alimentação adequada

“Atividades aeróbicas, além de consumir a gordura, fornece mais ânimo para o dia, condicionamento cardiorrespiratório, alívio do estresse e diminuição de pressão arterial. Para isso é importante que atividade esteja entre 65% a 80% da sua frequência cardíaca, cuja a intensidade é possível medir quando sentir que precisa puxar o ar no meio de uma frase”, ensina o profissional. Para o aeróbico, Renato sugere um aquecimento de 5 a 10 minutos antes e no mínimo 20 minutos de atividade também em dias alternados.

Copyright foto: iStock 

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Abdominal pode ser prejudicial para a coluna: saiba como evitar problemas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo