0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Desequilíbrio hormonal na gravidez pode desenvolver autismo na criança, diz estudo

Estudo inédito conseguiu estabelecer pela primeira vez uma ligação entre a incidência de ovários policísticos da mãe e o desenvolvimento do TEA 

Desequilíbrio hormonal na gravidez pode estar ligado ao desenvolvimento do autismo na criança.


Um estudo desenvolvido pelo Instituto Karolinska de Estocolmo mostrou que as crianças nascidas de mães que produzem excesso de hormônio masculino têm um risco consideravelmente mais elevado de desenvolver transtornos autistas

A pesquisa, que foi publicada na revista Molecular Psychiatry, é a primeira a fazer uma ligação entre a Síndrome de Stein-Leventhal ou Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) e os Transtornos do Espectro Autista (TEA).

Desequilíbrio hormonal

De acordo com os resultados do estudo, mulheres que são afetadas por esta síndrome – que segundo levantamento representa entre 5% e 15% das que possuem idade de ter filho – produzem uma quantidade bem mais elevada de hormônios andrógenos, principalmente durante o período da gravidez.

Para o desenvolvimento do estudo os pesquisadores estudaram os relatórios médicos de crianças entre 4 e 17 anos que nasceram na Suécia entre 1984 e 2007. Assim, foi possível estabelecer um vínculo estatístico entre esta patologia, o desequilíbrio hormonal e a TEA.

De acordo com a psiquiatra Kyriaki Kosidou, responsável pelo departamento de ciências da saúde pública do Instituto Karolinska, um diagnóstico de SOP na mãe pode aumentar em até 59% o risco de TEA na criança.

"O risco é ainda mais importante entre as mães afetadas pela SOP e a obesidade, uma afecção comum se houver um excesso marcado de produção de hormônios andrógenos", destaca.

Apesar dos avanços que este estudo pode representar, ainda não foi possível aos pesquisadores estabelecer uma resposta para o fato de que a TEA afeta quatro vezes mais os meninos do que as meninas.

Vale lembrar também que os próprios pesquisadores afirmam que as causas subjacentes do vínculo entre a SOP e a TEA ainda não estão completamente claras. “São necessários estudos mais profundos, por isso é muito cedo para fazer recomendações específicas", conclui Kyriaki Kosidou.

O Transtorno do Espectro Autista – popularmente conhecido como Autismo – é definido como um transtorno do desenvolvimento da criança que se manifesta principalmente pela dificuldade de estabelecer interações sociais e se comunicar. Existem diversos tratamentos que ajudam a estabilizar o TEA, dando mais qualidade de vida à criança e familiares.

Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Desequilíbrio hormonal na gravidez pode desenvolver autismo na criança, diz estudo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo