0
Obrigado

Gabriela Pugliesi é denunciada ao Ministério Público por atuação ilegal 

Blogueira fitness foi acusada de exercer ilegalmente a função de educadora física em evento realizado com o noivo, Erasmo Viana

Na mira do MP: Gabriela Pugliesi é acusada de exercer ilegalmente a função de profissional de educação física.


Conhecida por compartilhar toda a sua rotina de treinos nas redes sociais, Gabriela Pugliesi foi denunciada ao Ministério Público por exercer ilegalmente a função de profissional de educação física em um evento privado. De acordo com o jornal O Globo, o Conselho Regional de Educação Física do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Cref1) encaminhou nesta segunda-feira (20) uma queixa-crime contra a blogueira fitness de 30 anos.

Segundo a publicação, o órgão usou como prova vídeos recebidos pelo departamento de fiscalização que mostram Gabriela ministrando aulas de ginástica em uma praia carioca, no último dia 31 de janeiro, que seriam direcionadas para um grupo de pessoas da empresa Unilever. No evento, a loira estava acompanhada do noivo, Erasmo Viana, que também é alvo da denúncia. 

O exercício ilegal da profissão é considerado uma contravenção penal, de acordo com a lei 3.688 de 9141 (Lei das Contravenções Penais), que prevê pena de prisão simples, de 15 dias a três meses ou multa. Por meio de sua assessoria de imprensa, Pugliesi negou as acusações.

Essa não foi a primeira vez que a blogueira se envolveu em uma polêmica com um órgão de classe. Em novembro de 2015, ela entrou na mira do Conselho Regional de Nutricionistas 2ª Região depois de aconselhar seguidoras que quisessem perder peso a enviar “nudes” para a melhor amiga. Se a pessoa saísse da dieta, a amiga estaria autorizada a publicar as fotos. Na época, órgão emitiu uma nota repudiando os conselhos e qualificou a orientação como irresponsável.

Copyright foto: Francisco Cepeda/AgNews

Este documento, intitulado 'Gabriela Pugliesi é denunciada ao Ministério Público por atuação ilegal ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.