0
Obrigado

Beyoncé e Lady Gaga juntas na defesa dos direitos das mulheres

Lady gaga e Beyoncé entregam carta às ministras da Alemanha e da África do Sul pedindo atenção às questões da pobreza no mundo, que agravam a desigualdade entre os sexos. Com esse gesto, as cantoras seguem os passos de outras celebridades em defesa da causa feminista

As cantoras pop Beyoncé e Lady Gaga entregam carta a duas ministras de estado, pedindo mais atenção à desigualdade entre homens e mulheres.


A pobreza é sexista. Este é o tema chave que levou diversas celebridades a assinarem uma carta direcionada à primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, e à ministra da saúde e união africana da África do Sul, Nkosazana Dlamini-Zuma. A iniciativa partiu das cantoras pop Beyoncé e Lady Gaga, que seguem uma forte tendência da atualidade: o engajamento de famosos na luta em defesa dos direitos das mulheres.

Há pouco menos de um mês, durante a entrega do Oscar, a atriz Patricia Arquette (ganhadora da estatueta de melhor atriz coadjuvante por sua atuação no filme Boyhood - Da Infãncia à Juventude) surpreendeu a todos com um discurso contundente sobre a diferença entre os salários de atores e atrizes em Hollywood, tocando na ferida aberta de uma questão ainda não resolvida em pleno século XXI: a posição de inferioridade que as mulheres ainda ocupam no mercado de trabalho.

Foi surfando na onda deste ativismo que Lady Gaga e Beyoncé entregaram semana passada uma carta a duas autoridades políticas do mundo ocidental e que são também mulheres. O documento baseia-se em dados da organização não-governamental ONE, que revela dados sobre a situação das mulheres, entre eles, de que o sexo feminino representa dois terços dos analfabetos do mundo.

Assinado por outras 36 mulheres, muitas delas famosas como a atriz americana Meryl Streep, a carta pede que Angela Merkel e Nkosazana Dlamini-Zuma lancem mão de seus poderes político e econômico para ajudar na conscientização dos direitos das mulheres. A Alemanha vai sediar, em junho, o encontro dos sete países mais ricos do mundo, o G7, e o pedido das celebridades é que se leia a carta no encontro.

Copyright foto: Abaca

Este documento, intitulado 'Beyoncé e Lady Gaga juntas na defesa dos direitos das mulheres', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.