0
Obrigado

Tudo sobre a dieta de South Beach

Saiba tudo sobre a dieta de South Beach: história, duração do regime, vantagens e desvantagens

A dieta de South Beach é dividida em três fases.

A Dieta de South Beach se dá em três fases. A fase de ataque tem como meta excluir os carboidratos e o açúcar da alimentação, investindo nos legumes verdes durante duas semanas. A segunda etapa reintroduz os cereais bem como algumas frutas e legumes proibidos na fase 1. Durante a última etapa, retoma-se uma alimentação com todos os ingredientes, que devem ser consumidos de maneira razoável. Esta é uma dieta que finalmente nada tem de muito inovador: a primeira fase é parecida com o método Atkins, a segunda se equipara ao método Montignac. Esportistas, muito cuidado, seu desempenho pode cair sensivelmente. 

Categoria: Regime para emagrecer

Duração: 2 semanas para a primeira fase, a mais difícil, e, depois, tanto tempo quanto necessário para alcançar o peso desejado.

História: Trata-se de uma dieta recente, inventada em 2004 pelo dr. Agatston, cardiologista em atividade na Flórida, que a apresentou no seu livro “Regime Miami” o qual obteve bastante sucesso.

Na prática: Uma dieta em três etapas: primeiro, a supressão de quase todos os carboidratos (amidos, frutas...), depois, a reintrodução progressiva destes alimentos proibidos e, por fim, uma fase de estabilização, correspondente à aquisição de uma nova qualidade alimentar, que deve ser observada ao longo da vida.

Vantagens: Um regime que se pretende equilibrado: sem risco para a saúde e sem muita privação, pode-se perder 4 a 6 quilos já nas duas primeiras semanas.

Inconvenientes: Uma primeira fase com um leque de alimentos muito limitado torna este regime monótono e dificilmente compatível com a vida diariamente. Embora não seja impossível de seguir a curto prazo, a qualidade alimentar é muito mais complicada a longo prazo. 

O site: Não tem site em português.

Copyright foto: Istock
Este documento, intitulado 'Tudo sobre a dieta de South Beach', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.