4
Obrigado

Conheça o Feng Shui e descubra como ele pode mudar sua vida

Em tempos de grande estresse  e desgastes por conta de todas as tarefas do dia a dia, aplicar o Feng Shui em sua casa e demais ambientes pode gerar mais harmonia
Com o Feng Shui é possível reequilibrar as energias da sua casa ou ambiente de trabalho.
Muitas vezes não percebemos, mas pequenas mudanças podem fazer diferença. A organização da casa é um exemplo. É aí que entra o Feng Shui. Conhecido como técnica, arte ou ciência, esta forma de decorar a casa é original da China há mais de 4 mil anos.
 
Ligado à teoria do equilíbrio Yin-Yang, relacionado ao I Ching (Livro das Mutações).  A técnica nasceu a partir da sabedoria dos antigos chineses, que perceberam o quanto a organização do ambiente tinha influência sobre nós. 
 
De acordo com a consultora em Feng Shui Cristiane Mazará, a expressão significa 'vento e água - dois elementos da natureza difíceis de controlar.  A pronúncia correta seria 'fong suei'. 
 
"Os orientais consideravam que se construirmos nossa moradia, comércio, até mesmo cemitério, respeitando a natureza, poderíamos atrair uma boa energia, conhecida como Chi (força vital)”, explica a especialista.
 
A energia Chi está presente em em tudo e dá vida aos elementos da natureza, em suas diferentes variações: cor, odor, forma e sabor, defendem os especialistas. 
 
“Conhecendo este princípio, podemos utilizá-los para atrair essa energia e equilibrar e harmonizar o ambiente ao nosso redor, atraindo paz, amor, prosperidade, saúde, bons relacionamentos, espiritualidade e boa sorte a nossas vidas”, reforça Cristiane.
 

Diferentes abordagens do Feng Shui

A consultora afirma ainda que existem diversas Escolas de Feng Shui, a da Bússola, da Forma, do Chapéu Negro (esta última muito conhecida e utilizada no Ocidente), entre outras. “Por meio delas é possível harmonizar qualquer ambiente, seja residencial ou profissional, aplicar em toda planta do imóvel ou apenas em um cômodo”, destaca a especialista, que utiliza como referência a Escola do Chapéu Negro. 
 
Nesta Escola, o baguá é a principal ferramenta. Uma espécie de régua hexagonal, o baguá é aplicado sobre a planta baixa do local a partir da porta de entrada. "Em todas as casas existem oito pontos chamados “guás”. Cada guá se refere a uma área da nossa vida: prosperidade, sucesso, relacionamento, criatividade, amigos, trabalho, espiritualidade e família", explica a especialista. 
O 'baguá' é a ferramenta principal para a aplicação do Feng Shui nos ambientes.
Segundo Cristiane Mazará, cada área tem seus respectivos elementos (fogo, terra, água, madeira e metal), cores (amarelo, vermelho, azul, verde, roxo, dourado, etc.) e forma (oval, quadrado, triangular, cilíndrico e ondulado). "Asim como na natureza, ativamos cada guá ou área através do equilíbrio de cores, formas e elementos em nossos ambientes”, explica.
 
Após a identificação das áreas, o próximo passo é harmonizar cada uma delas.  Uma das propostas do Feng Shui é aplicar as chamadas 'curas', quando necessário, visando sempre ao equilíbrio das energias e à revitalização do ambiente. E, claro, levando em conta o bom senso, o bom gosto e as preferências pessoais de quem habita ou usa o ambiente para fins de trabalho.
 

Impactos positivos do Feng Shui

A consultora afirma que falar sobre energia é algo muito delicado e pessoal, tornando impossível entender de que forma a aplicação do Feng Shui  irá impactar na vida das pessoas. 
 
“Eu gosto de convidar as pessoas a um exercício: peço para fecharem os olhos e imaginarem um local limpo, arejado, organizado, colorido e com um aroma agradável. Depois, peço para fazerem o inverso: pensarem num local com pouca iluminação, desorganizado e com mau odor", provoca a especialista.
 
Após essa reflexão, a consultora pede para as pessoas tentarem identificar quais foram as reações do corpo e da mente. "Peço para sentirem o aspecto físico e emocional e imaginarem como seria viver ou trabalhar em ambos. Depois, peço para pensarem em qual dos ambientes acreditam que teriam mais sucesso”, sugere Cristiane.
 
Segundo a especialista, os resultados variam de uma pessoa para outra e dependem das necessidades e expectativas de cada um.  Sem contar a influência de questões mais etéreas, como destino, carma ou interpretação sobre missões de vida e como cada um vê seu papel no mundo.
 
“Nestes últimos seis anos trabalhando com o Feng Shui o que mais escuto durante a entrevista para iniciar a consultoria é 'Nossa! Eu nunca havia parado para pensar na minha vida desta forma'", conta a consultora.
 

O ambiente reflete a vida

Para a especialista, ao evidenciar todas as áreas de nossas vidas, o Feng Shui acaba por provocar questionamentos profundos. Ao aplicar a técnica, é comum se lançar um olhar atento a diversos aspectos da vida. Entre eles, a saúde, os relacionamentos, a família, as finanças (prosperidade), o reconhecimento pessoal (fama), a espiritualidade (crenças e valores), os amigos e o trabalho.
 
Além de evidenciar como vai a vida e o que se deseja mudar, Cristiane Mazará observa outro aspecto curioso mostrado pelo Feng Shui: normalmente,  as áreas da vida mais afetadas são as mais desorganizadas dentro da casa ou do ambiente de trabalho.  
 
“Eu gosto de ressaltar que o Feng Shui não é a cura de todos os nossos problemas, mas nos ajuda dar mais atenção a todas as áreas de nossas vidas. O ambiente que habitamos ou estamos mesmo que temporariamente é onde todos os dias nos refazemos para seguir adiante. Por isso ele merece tanta atenção quanto damos a nós mesmos”, conclui. 
 
Copyright foto: iStock e reprodução Instagram
Este documento, intitulado 'Conheça o Feng Shui e descubra como ele pode mudar sua vida', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.