0
Obrigado

Dieta rica em gordura seria a verdadeira revolução da alimentação

Livro diz que a gordura, eterna vilã do emagrecimento, pode ser uma escolha saudável. Entenda por quê  

Novo livro defende que dieta rica em gordura é mais saudável e pode ajudar a perder peso.


Eterna vilã das dietas de emagrecimento e considerada responsável pela maior parte das doenças do coração, a gordura não seria a grande inimiga da alimentação saudável. Ao menos é o que defende o livro The Real Revolution Meal (A verdadeira refeição da revolução, em tradução livre para o português).

Escrito por três sul-africanos, o cientista e ultra-maratonista Tim Noakes, a nutricionista Sally-Ann Creed e o chef Jonno Proudfoot, o livro está prestes a ser publicado no Reino Unido, com lançamento marcado para o dia 30 de julho. Nas páginas, os autores explicam como é possível usar manteiga, queijo e cremes e mesmo assim permanecer saudável e - milagrosamente - perder peso.  

Os autores defendem basicamente que carnes e gorduras são alimentos ricos em proteína. "Isso faz as pessoas sentirem-se mais satisfeitas, quando elas realmente estão satisfeitas", diz um dos trechos da obra. 

Não muito diferente das dietas da moda à base de proteínas, como a Dieta Atkins ou a Dieta Dunkan (ambas levam os nomes de seus idealizadores), o novo método, candidato a best-seller, baseia suas receitas na alimentação humana da Era Paleolítica, período histórico durante o qual praticamente não existiam carboidratos e a alimentação era baseada na carne de caça, altamente rica em gorduras, e vegetais.

Para adaptar a alimentação à era atual, o livro acrescentou laticínios, tornando-a mais palatável. E é permitido qualquer tipo de vegetal que "cresça acima da terra" - ou seja, estão vetados raízes e tubérculos, como a batata e a cenoura.

Também são liberadas carnes de todos os tipos, frutos do mar, queijos, ovos e folhas verdes. Isso sem contar com a manteiga, abacate e maionese, sempre tão restritos na maior parte das dietas. Grãos, juntamente com alimentos ricos em carboidratos, como arroz, estão fora do menu, assim como qualquer comida processada à base de soja e açúcares.

Publicado pela primeira vez em 2013 na Cidade do Cabo, o The Real Revolution Meal ainda não tem previsão de lançamento no Brasil - país com um dos mercados editoriais mais receptivos a edições sobre dietas e beleza.

Um exemplo é o título Só é gordo quem quer, do médico e nutricionista João Uchôa Jr., que fez sucesso ao propagar formas de emagrecer sem precisar cortar a ingestão de gorduras. O livro foi lançado os anos 1980 e alcançou 27 edições, vendendo mais de meio milhão de exemplares nos primeiros anos do lançamento.

Pelo site oficial realmealrevolution.com (em inglês) é possível conhecer os conceitos básicos da dieta proposta pelos sul-africanos. Vai encarar?

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Dieta rica em gordura seria a verdadeira revolução da alimentação', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.