2
Obrigado

Estudo comprova: 60% dos pais não percebem que os filhos estão estressados

Uma pesquisa americana com 432 pais mostrou que eles subestimam sinais de estresse nos pequenos, como choro, dor de cabeça e problemas para dormir

Setenta e dois porcento das crianças avaliadas em estudo americano mostravam sinais de estresse.


O portal médico WebMD, dos Estados Unidos, pediu aos pais de crianças de 5 a 13 anos que apontassem, numa escala de 1 a 10, o nível de estresse deles mesmos e também o dos filhos. Resultado? Enquanto 57% dos adultos se classificavam com notas entre sete e 10, 60% deles acreditavam que o nível de tensão dos filhos não ultrapassava a nota 4. Mas eles estavam equivocados.

De acordo com a mesma pesquisa, 72% das crianças avaliadas apresentavam sinais de estresse. Uma rotina com escola pela manhã, aula de natação e curso de línguas à tarde, e lição de casa e preparação para provas à noite tem se tornado cada dia mais comum às crianças e adolescentes. Mas ocupar o dia inteiro deles – da hora em que acordam à hora em que vão dormir – pode causar sintomas como irritação, mal-estar e dores físicas


Os especialistas apontam outro fator importante relacionado à tensão nas crianças e adolescentes: o ambiente doméstico. Segundo o estudo, entre as famílias participantes, 31% delas passaram por situações emocionalmente complicadas, 27% tiveram problemas financeiros, 19% lidaram com problemas de saúde e 9% envolveram-se em processos de separação.  

A solução para aliviar os pequenos? Tente reservar mais horários livres para descanso e brincadeiras. Se os sinais não cessarem, procure um psicólogo infantil.

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Estudo comprova: 60% dos pais não percebem que os filhos estão estressados', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.