0
Obrigado

O desodorante certo para você

Escolher corretamente um desodorante entre diferentes marcas, distintos formatos e aplicações é um dilema. Veja aqui as dicas de dermatologistas e saiba escolher o desodorante que melhor se adapta às suas necessidades

A função do desodorante é frear a proliferação das bactérias responsáveis pelo mau cheiro.


Como escolher o melhor desodorante para você? 

Por questões de textura ou formato, escolha de acordo com a sua preferência. Você pode, no entanto, levar em conta a quantidade de pelos na região, lembrando que eles podem barrar o efeito dos produtos do tipo roll-on , enquanto o spray se espalha melhor por toda a axila. 

Para peles que acabam de ser depiladas, nada mais agradável que a suavidade de um creme. Por fim, a escolha de um desodorante deve considerar a sensibilidade e a reação alérgica da pele, em especial aos antissépticos ou antibacterianos, bem como o grau de resistência ao álcool, frequentemente usado em desodorantes. Para isso, basta se informar sobre a composição do produto.

Quais as diferenças entre um desodorante e um antitranspirante?

A principal função de um desodorante é acabar com os odores associados à presença de bactérias na transpiração, produzidas pela pele. Seus agentes antibacterianos, mais ou menos naturais de acordo com o produto, permitem frear a proliferação de bactérias responsáveis por estes odores.

No entanto, o desodorante não impede o fenômeno da transpiração. O antitranspirante, de seu lado, bloqueia a saída da transpiração na superfície da pele. O suor se espalha então pelo resto do corpo (tórax, braços, pernas...) e se evapora imediatamente.


É melhor optar por desodorantes sem alumínio?

Algumas hipóteses sugerem que os sais de alumínio teriam parte de responsabilidade no surgimento de patologias como o câncer de mama. Na verdade, há poucas evidências para isso. Dois estudos recentes, mais confiáveis e reconhecidos que os que surgiram no início das discussões, não puderam rastrear os pretensos riscos associados aos sais de alumínio e desmentem qualquer ligação com eles. Assim sendo, a toxicidade deles ainda não está claramente estabelecida.

Existem dicas para transpirar menos?

A transpiração é um fenômeno natural, associado ao sistema neurovegetativo, que permite refrescar o corpo. O fator emocional desempenha, portanto, um papel estratégico. Assim, uma pessoa hipersensível tende a transpirar mais. Neste caso, a solução é simples: acabe com o mal pela raiz aprendendo a gerenciar suas emoções. 

Existem outras iniciativas importantes: é preciso privilegiar a escolha de roupas largas e tecidos naturais, como o algodão, que favorece a evaporação do suor, bem como beber bastante água quando estiver calor. O fato de se refrescar substitui a transpiração, que tem uma função de termorregulação.

Por fim, se o problema está essencialmente associado a odores desagradáveis, é preciso usar um desodorante durante o dia e lavar a região das axilas com um sabonete antibacteriano à noite.

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'O desodorante certo para você', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.