0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Ashley Greene

Nome completo: Ashley Michele Greene

Data de nascimento: 21/02/1987

Cidade: Jacksonville, Flórida

País: Estados Unidos

Signo astrológico: Peixes

Amigos: Jessica Biel, Robert Pattinson, Ian Somerhalder

 

 

 

 

 

Se a carreira de modelo não deu certo para Ashley Greene, como atriz a morena decolou. Seu rostinho ficou conhecido mundialmente depois participar dos filmes da saga Crepúsculo

Trilhando um caminho de sucesso

Em 21 de fevereiro de 1987, na cidade de Jacksonville, no estado da Flórida, nasceu a talentosa Ashley Greene, filha do casal Joe e Michele Greene. Aos 17 anos, a jovem tentou se lançar no mercado como modelo, mas sua média estatura não a deixou ir muito longe. Um ano mais tarde, depois de ter se formado na Wolfson High School, ela se mudou para a cidade de Los Angeles para investir na carreira de atriz, e dessa vez ela acertou em cheio!

No mesmo ano, ela conseguiu o seu primeiro papel em Crossing Jordan. Ashley interpretou Ann Rappaport, uma personagem que só apareceu no episódio onze. Na ocasião, a série estava na sua quinta e penúltima temporada. No Brasil, ela foi exibida pela primeira vez no canal Universal Channel, em 2003, e depois pela Studio Universal, em 2012.

Em 2007, Ashley Greene fez uma pontinha na comédia O Rei da Califórnia, interpretando uma cliente do McDonald's. No mesmo ano, ela realizou outro papel sem muito destaque na segunda temporada de Shark, vivendo a personagem Natalie Faber.

Mas, o sucesso sorriu para ela em 2008, quando conseguiu um papel que fez sua carreira decolar. Trata-se do filme Crepúsculo, um verdadeiro sucesso que na estréia nos E.U.A arrecadou 35,7 milhões de dólares. A atriz viveu na pele da vampira, Alice Cullen, e, apesar de ser um personagem secundário na trama, ela mostrou todo o seu talento na arte da interpretação.

O personagem da vampira, apareceu ainda nos filmes A Saga Crepúsculo: Lua Nova (2009) e A Saga Crepúsculo: Eclipse (2010), A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1 (2011) e A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2 (2012). Inclusive, no ano em que realizou o último filme da série, ela participou de outros dois outros filmes: na comédia romântica, Lola, interpretando Ashley e no suspense A aparição, fazendo a protagonista, Kelly. Certamente, foi um ano de muito trabalho! 

Em 2014, ela atou em cinco filmes, sendo o de maior destaque: Enterrando minha ex. No longa, ela fez a protagonista, Evelyn, par romântico com Max (Anton Yelchin). No ano seguinte ela fez parte do elenco de Urge, interpretando a jovem Theresa. E em 2016, Ashley Greene fez a personagem Danni Stevens, no drama In Dubious Battle, uma adaptação do romance homônimo do escritor estadunidense, John Steinbeck

Uma jovem altruísta 

Por trás das telonas, Ashley Greene se empenha como embaixadora da associação estadunidense Donate My Dress, cujo um dos objetivos é coletar vestidos de festa para doá-los a meninas de origem modesta na ocasião de seus bailes de formatura. Ela apoia a Teens for Jeans, uma organização não governamental que exerce suas atividades nos E.U.A e no Canadá, recolhendo roupas usadas, e doando-as para moradores de abrigos. Ela colabora também com a A21, uma associação que luta para combater o tráfico humano. 

No amor, a morena já teve namorados conhecidos do grande público. Em 2010, ficou noiva de Joe Jonas, membro do grupo Jonas Brothers. O idílio deles saiu nas manchetes das revistas de fofoca durante vários meses. Um ano mais tarde, no entanto, eles anunciaram a separação, alegando aos fãs que a ruptura só aconteceu por causa dos horários incompatíveis. Em 2013, ela  engata uma relação com o músico australiano, Paul Khoury, com quem se casa em 2018.

Copyright foto: Dennis Van Tine/ABACAPRESS.COM

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Ashley Greene', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo