0
Obrigado

Matchá: um chá verde turbinado

Bebida fornece mais energia para atividade física e pode aumentar a queima de calorias em até 40% durante o treino

Consuma o chá no máximo 6 horas antes de ir dormir, pois seu excesso de cafeína pode atrapalhar o sono.


Beber bastante líquido é uma das regras de ouro para um emagrecimento saudável. Além da indispensável água, outro aliado é o chá verde, que tem ação antioxidante, protege o coração e acelera o metabolismo. Porém, numa nova versão – conhecida como Matchá – os benefícios podem se multiplicar.

O matchá também é obtido pelas folhas do chá verde, porém, priorizam-se as mais jovens, ou seja, as de melhor qualidade. Sua principal vantagem em relação ao tradicional é que ele é muito mais concentrado (1 xícara possui 10 vezes mais substâncias que o chá verde normal), podendo aumentar a queima de calorias em até 40%.

Segundo Regina Su, supervisora de Nutrição do Hospital Sepaco, além dos benefícios do chá verde, o matchá tem propriedades que ajudam a limpar o organismo, melhorar o humor e o bem-estar, aumentar a sensação de relaxamento, recuperação muscular, além de ser rico em flavonoides e cafeína, considerados termogênicos. 

Como inclui-lo na alimentação?

O matchá também pode ser usado em receitas. Comercializado na forma de pó, ele pode compor sucos, vitaminas e até mesmo bolos e tortas integrais, como substituição às farinhas brancas que não apresentam valores nutritivos. Ainda segundo Regina, ele também pode ser usado para colorir alimentos como o mochi, soba, sorvete de chá verde e uma variedade de confeitos japoneses.

Já para preparação o tradicional o chá, basta adicionar 60 ml de água quente (mas não fervente) sobre, em média, 2 colheres de matchá e misturar gentilmente, até que se formem bolhinhas nas bordas da xícara. A dica, contudo, é evitar o seu consumo muito tarde, devido a maior concentração de cafeína. A sugestão é tomá-lo no máximo 6 horas antes de dormir, evitando problemas de insônia. Já a quantidade indicada é de 15 a 20 gramas por dia, conforme acompanhamento nutricional, sugere Regina.


Aliado da dieta

Embora o chá seja muito útil em uma dieta de emagrecimento, a nutricionista alerta aquelas que pensam que o matchá faz milagre. “Assim como outros chás/produtos, ele auxilia no processo de perda de peso, caso a pessoa esteja se alimentando corretamente e praticando atividade física”, explica.

Outro alerta da especialista é que o consumo do chá não é recomendado para quem sofre de ansiedade, arritmias cardíacas, hipertensão e dificuldade para dormir. “Gestantes e lactantes devem seguir liberação médica”, finaliza Regina.

Copyright foto: iStock