Uma hora de exercícios reduz risco de morte em pessoas sedentárias

Estudo mostrou que indivíduos que praticam 60 minutos de exercício moderado diariamente só tem 4% de chances de morrer, mesmo passando 8 horas por dia sentados

Estudo revela como prevenir riscos de passar o dia todo sentado.


Não é de hoje que se sabe que passar o dia todo sentado não faz bem para a saúde. Agora, cientistas descobriram que a chance de uma pessoa sedentária morrer é até 27% maior se ela ficar sentada oito horas por dia ou mais. Porém, a porcentagem cai para 4% se esse mesmo indivíduo fizer uma hora diária de atividade física moderada.

O resultado do estudo publicado pela revista científica The Lancet comprova 
que, na verdade, o que faz mal não é ficar sentado e sim, o sedentarismo. Esta falta de exercícios, quando relacionada com problemas no sistema cardiovascular, pode trazer inúmeras complicações. Inclusive, o sedentarismo pode ser considerado a principal causa de morte em países desenvolvidos.

Outro número assustador da mesma pesquisa mostra o que acontece quando se vê muita televisão. O risco de morte chega a aumentar 44% em quem assiste TV por mais de 5 horas por dia. Se a pessoa praticar atividade física, mas continuar na frente da telinha pelo mesmo período, o risco cai para 15%.

Estes novos estudos trazem uma série de artigos relacionados à atividade física. As pesquisas foram realizadas com base em 16 análises anteriores, que, no total, contaram com a participação de mais de 1 milhão de pessoas. 

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Uma hora de exercícios reduz risco de morte em pessoas sedentárias', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.