0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Monica Iozzi é condenada a pagar R$ 30 mil de indenização a Gilmar Mendes

Atriz deverá realizar o pagamento ao Ministro do Superior Tribunal Federal (STF) em até 30 dias 

Caso encerrado: Ministro do STF vence processo contra Monica Iozzi. © AgNews/Thiago Duran


Chegou ao fim, na última sexta-feira (19), o processo judicial movido por Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), contra Monica Iozzi. A atriz aceitou pagar uma indenização de R$ 30 mil ao ministro e o processo foi arquivado pela Justiça do Distrito Federal.

O valor é bem inferior aos R$ 100 mil que o ministro exigia no início. De acordo com o advogado de Monica, Thiago Ladeira, a melhor escolha é acatar a decisão judicial e encerrar o caso. Atualmente afastada das redes sociais depois de se envolver em mais uma polêmica sobre política, a atriz deverá efetuar o pagamento entre 15 e 30 dias, uma vez que não cabe mais recurso.

O processo foi iniciado depois que a atriz criticou o ministro por conceder habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih. Monica questionou, em postagem feita no Instagram, se Mendes seria "cúmplice" do médico. Na época, famosos como Gregório Duvivier, Bruno Mazzeo e Patrícia Pillar saíram em defesa de Monica

A sentença final contra a atriz partiu da 4ª Vara Cível de Brasília. O juiz Giordano Resende Costa entendeu que Monica feriu a honra e a imagem do ministro do STF e "extrapolou os limites de seu direito de expressão".  Em outubro do ano passado, o gabinete de Mendes informou ao site G1 que iria doar o valor recebido para uma creche de Brasília.

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Monica Iozzi é condenada a pagar R$ 30 mil de indenização a Gilmar Mendes', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo