0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Kesha deixa ação judicial de lado para se dedicar a novas músicas

A cantora deu um tempo no processo contra Dr. Luke na Califórnia para focar sua energia em um novo álbum

Kesha já entregou 28 novas músicas à gravadora.


Kesha resolveu retirar a ação judicial que movia contra o produtor Dr. Luke, em um tribunal de Los Angeles, na Califórnia, para se dedicar inteiramente à música. Em entrevista ao tabloide britânico Mirror, o advogado da cantora, Daniel Petrocelli, disse que a cantora continua suas alegações legais em Nova York.

No ano passado, Kesha entrou com um processo contra Dr. Luke por estupro e abuso físico e psicológico, pedindo a quebra de contrato com a gravadora Sony Music. Em fevereiro deste ano, ela perdeu a primeira batalha judicial em Nova York e, em abril, o Supremo Tribunal de Justiça de Manhattan rejeitou sua apelação

De acordo com o representante legal de Kesha, a artista entregou 28 músicas à gravadora como forma de cumprir seu contrato. "Ela está focada em voltar ao trabalho. Estamos conversando com a Sony sobre a liberação de um single e um novo álbum o mais rapidamente possível", disse. Recentemente, Kesha lançou a música "True Colors" e anunciou planos para uma turnê em breve

Em seu perfil no Instagram, Kesha deixou claro que não desistiu da ação contra o produtor por assédio sexual, mas que neste momento quer trabalhar em suas canções. "Minha luta continua. Preciso colocar a minha música para fora... eu tenho muito a dizer", escreveu ela na rede social. "Esta ação é tão pesada para o meu espírito que já foi livre. Só posso rezar para um dia sentir a felicidade novamente. Eu estou continuando a lutar pelos meus direitos, em Nova York", completou.

Post de Kesha nas redes sociais.


Copyright foto: Laura Roberts/AP/SIPA e Reprodução/Instagram

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Kesha deixa ação judicial de lado para se dedicar a novas músicas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo