0
Obrigado

Minha filha vai casar, e agora?

Veja as dicas de especialista sobre como a mãe pode manter-se calma e ajudar a organizar o casamento da filha.

Quando a mãe se dá conta 'minha filha vai casar' um tirbilhão de emoções pode atrapalhar a ajuda à noiva.


Festa de casamento é um sonho, e organizá-la, prazeroso. Mas também trabalhoso. Logo que uma mãe se dá conta e vem o estalo do 'minha filha vai casar', começam as preocupações. É praticamente impossível uma mãe de noiva não estar tão envolvida no casamento como a própria filha.

A mudança na vida da filha, de solteira para casada, pode deixar a mãe um pouco amedrontada, é normal. O segredo, dizem especialistas em organização de casamento, é noiva e mãe entenderem-se, confortarem-se e ajudarem-se mutuamente.

"A mãe será a principal fonte de apoio para a noiva durante os agitados meses de organização do casamento, dando conselhos, ajudando e claro, dando um colinho. É preciso se preparar para o que vem pela frente", ensina a cerimonialista Isis Fialho.

Minha filha vai casar, não eu

Proprietária da casa de festas Fratellanza, em Niterói, RJ, Isis trabalha com consultoria de casamento há mais de 10 anos e confirma que é muito comum as mães ficarem tão ansiosas quantos as noivas. Tanto que chegou a criar um guia com dicas para a mãe da noiva cumprir seu papel sem estresse.

Toda mãe quer que o casamento de sua filha seja perfeito. Mas o seu ideal de perfeição pode ser diferente do da sua filha o que poderá gerar um estresse desnecessário. 

"Caso haja algumas tradições de família que a mãe gostaria de incluir no evento, escolha as mais importantes e apresente à sua filha como um pedido. Explique por que é importante para você e aceite a opinião dela", orienta Isis.

Embora seja natural a mãe querer ficar bonita no dia do casamento, uma outra dica importante é evitar a tentação de sentir-se a noiva. A mãe da noiva estará em destaque, mas é a filha que vai casar, não a mãe. Portanto, elegância e descrição na escolha da roupa são dicas chaves para fazer bonito no altar.

"A etiqueta diz que a mãe da noiva deve fazer a escolha da cor e do modelo do vestido o quanto antes e, rapidamente, informar à mãe do noivo. Ambas devem fugir do branco", indica a consultora de casamento.

Ajuda no casamento da filha

Numa organização do casamento, a mãe da noiva deve oferecer ajuda no que será necessário. "Pode se comprometer a ajudar de maneira realista, dentro de suas possibilidades, tanto financeiramente, se for o caso, como operacionalmente – indo atrás dos fornecedores, sugerindo opções, etc", indica a cerimonialista.

Outro ponto importante levantado por Isis Fialho é a atenção à lista de convidados. As mães das noivas devem tomar cuidado antes de saírem contando para todo mundo 'minha filha vai casar'.

"Ainda que se suponha que os noivos vão convidar aquele amigo da família ou mesmo o parente próximo, só fale sobre o casamento depois que a lista de convidados estiver pronta. É a melhor forma de evitar constrangimentos..." alerta a especialista. 

No dia do casamento, convém oferecer apoio àqueles familiares que virão de fora para o casamento. Outra sugestão para que a filha fique relaxada e aproveite o seu dia é cuidar para que os fornecedores, buffet, decoração, tenham o contato direto, caso necessário, com a mãe da noiva.

Em geral a mãe está tão voltada para a ideia de minha filha vai casar que esquece que ela vai casar com alguém. Do outro lado, também há uma família com preocupações e disposta a ajudar.

"A mãe da noiva poderá fazer contato com os pais do noivo para saber quais são as expectativas em relação à festa e deixar claro as suas também. Na organização do casamento há algumas coisas que as mães poderão de decidir juntas para ajudar os noivos", completa Isis Fialho.

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Minha filha vai casar, e agora?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.