1
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Estomatite pode ser tratada com procedimentos caseiros

Veja dicas alternativas que podem aliviar acidez e o aparecimento de aftas, sintomas comuns da inflamação conhecida como estomatite.

Queimação na boca e aparecimento de aftas são sintomas comuns da estomatite.


A medicina associa palavra estomatite a qualquer tipo de inflamação ou infecção da mucosa da boca, que pode ser causada pelos mais diversos fatores. Desde estresse até vírus da herpes, passando por bactérias e fungos, a estomatite é conhecida pelo aparecimento de aftas, acidez no estômago, ardência na boca e língua áspera.
 
Segundo artigo do médico americano Grigoriy E. Gurvits, da Divisão de Gastroenterologia da Escola de Medicina da Universidade de Nova York, por tratar-se de uma doença possível de ocorrer através de diferentes fatores, o diagnóstico costuma ser lento e exige tempo

O tratamento da estomatite pode durar de quatro a seis meses, por isso até mesmo a  medicina tradicional costuma associar a prescrição de remédios a procedimentos alternativos. 

Causas da estomatite

Uma das questões mais delicadas é saber quais os fatores levaram ao problema. O estudo clínico desenvolvido pelo Dr. Gurvits mostra que a principal causa da estomatite permanece imprecisa e é provavelmente multifatorial. 

As investigações apontam causas neuropsiquiátricas, endócrinas, imunológicas, nutricionais, infecciosas e iatrogênicas. O distúrbio tem sido também bastante associado a várias doenças psiquiátricas, entre elas, depressão e ansiedade. Reação a alguns medicamentos também podem causar estomatite.
 

Tratamento da estomatite

Em geral, o tratamento da estomatite é baseado na prescrição de antiácidos, que são substância alcalinas, como o hidróxido de alumínio ou o trissilicato de magnésio. Os remédios que contém estas substâncias em seus princípios ativos são capazes de aliviar o desconforto da acidez na boca, uma das causas mais incômodas da estomatite.
 
De acordo com o Dicionário e Medicina Natural  (Editora Reader’s Digest), os médicos também consideram a alimentação um importante aliado no tratamento. O recomendado são refeições leves e em intervalos pequenos, que incluam alimentos como leite, arroz, peixe, frango e cereais e legumes sem acidez.
 
Alimentos fritos e gordurosos, assim como álcool, chá, café ou comidas picantes são verdadeiros vilões dos pacientes com estomatite. Especialistas em medicina natural também indicam que deve-se descansar e relaxar cerca de 20 minutos depois das refeições, para favorecer a digestão.
 

Dicas alternativas contra a estomatite

As terapias alternativas já são consideradas grandes aliadas para amenizar os sintomas ou até cura uma série de problemas de saúde. No caso da estomatite, pode-se lançar mão dos seguintes cuidados:
 
  • Acupuntura. Estudos mostram eficiência do tratamento para amenizar o desconforto de acidez causado pela estomatite;
  • Homeopatia. A substância Nux Vomica é o remédio homeopático indicado para pacientes com acidez no estômago e estomatite. Principalmente para aliviar o aumento da ardência na boca por eventuais excessos alimentares;
  • Cortar cigarro. Pacientes com estomatite não devem fumar. O cigarro irrita a mucosa do estômago e agrava os sintomas da doença;
  • Planta medicinal. A raiz de espinheira-santa é recomendada para reduzir a inflamação e irritação dos órgãos digestivos; 
  •  Estômago relaxado. Usar roupas confortáveis que não apertem o estômago e fazer compressas com bolsa de água quente na região também é uma dica caseira para aliviar a estomatite;
  • Bem-estar. Como uma das causas da estomatite está associada a fatores psicossomáticos, os pacientes devem dormir bem e procurar manter uma vida equilibrada, longe do estresse. Também deve-se considerar buscar ajuda de psicólogo. Aliada aos tratamentos medicinais, as terapias psicanalíticas costumam gerar bons resultados.
 
Copyright foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Estomatite pode ser tratada com procedimentos caseiros', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo