0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Gilberto Gil

Nome completo: Gilberto Passos Gil Moreira

Data de nascimento: 26/06/1942

Cidade: Salvador, Bahia

País: Brasil

Signo astrológico: Câncer

Amigos: Caetano Veloso, Chico Buarque, Gal Costa, Maria Bethânia, Tom Zé, Milton Nascimento, Dominguinhos, Rita Lee, Ivete Sangalo





Um dos mais célebres artistas brasileiros, o cantor e compositor baiano Gilberto Gil foi um dos criadores do Tropicalismo. Pai de oito filhos, entre eles Preta Gil e Bela Gil, ganhou reconhecimento no exterior e chegou a ser ministro da Cultura no Brasil, entre 2003 e 2008.

Tropicalista

Gilberto Passos Gil Moreira, mundialmente conhecido como Gilberto Gil, é o filho mais velho do médico José Gil Moreira e da professora Claudina Passos Gil Moreira. Nascido em Salvador, no dia 26 de junho de 1942, passou sua infância no interior da Bahia, onde pegou gosto pela música ouvindo ritmos regionais, em canções de Orlando Silva, Bob Nelson e Luiz Gonzaga. Aos 9 anos, voltou a Salvador para estudar e decidiu aprender a tocar acordeom

Mais tarde, no fim dos anos 1950, Gil começou a tocar violão influenciado por João Gilberto. Cada vez mais imerso no meio cultural, gravou em 1962 seu primeiro compacto solo. Logo depois, o baiano ficou conhecido ao aparecer no programa O Fino da Bossa, comandado por Elis Regina, onde apresentou algumas de suas composições, como "Eu Vim da Bahia" e "Louvação". Com a exposição, conseguiu um contrato com a Philips e lançou seu primeiro LP, Louvação, em 1967.

Ainda na década de 60, o baiano participou dos festivais da TV Record e chegou a ter seu próprio programa na TV Excelsior, chamado Ensaio Geral. Na época, conheceu Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gal Costa e Tom Zé, com quem apresentou o show Nós, Por Exemplo, em Salvador. Depois, ao lado de Caetano, Gil veio a liderar o movimento tropicalista a partir de 1968, lançando os LPs Gilberto Gil e Tropicália ou Panis et Circensis, disco que contou também com a participação de Torquato Neto, Capinam, Gal, Tom Zé, Nara Leão e Os Mutantes.

Patrimônio da cultura brasileira

Assim como aconteceu com Caetano, Gilberto Gil foi reprimido pelo regime militar no Brasil e acabou exilado em Londres junto com o amigo. No exterior, continuou compondo e voltou ao Brasil em 1972, trazendo o disco Expresso 2222 na manga. A partir de então, o artista passou a explorar diferentes sonoridades em suas composições, transitando entre baião, samba e bossa nova, e investindo no rock, reggae, funk e ritmos baianos.

Ainda na década de 70, lançou álbuns antológicos, como Gil e Jorge (1975), com Jorge Ben Jor, Os Doces Bárbaros (1976), com Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia, e a trilogia Refazenda (1975), Refavela (1977) e Realce (1979). Posteriormente, vieram outros trabalhos notáveis, entre eles: Luar (1981), Raça Humana (1984), Parabolicamará (1991), Tropicália 2 (1993), com Caetano, Quanta (1997), O Sol de Oslo (1998), Gil e Milton (2000), gravado com Milton Nascimento, Kaya n´Gan Daya (2002), Eletracústico (2004) e Banda Larga Cordel (2008).

Ao longo de seus mais de 50 anos de carreira, Gilberto Gil ganhou reconhecimento internacional e ajudou a popularizar a música brasileira ao redor do mundo, fazendo shows pela Europa, Américas do Norte e do Sul e até no Oriente. Eleito ministro da Cultura entre 2003 e 2008, o artista já ganhou vários prêmios Grammy e Grammy Latino. Além disso, foi contemplado pelo governo francês em 1997 com a Ordem Nacional do Mérito e foi também embaixador da ONU para agricultura e alimentação.

Vida pessoal

Gilberto Gil é pai de oito filhos, gerados em três casamentos. No primeiro, foi unido à Belina de Aguiar de 1964 a 1967, com teve Nara de Aguiar Gil Moreira (1966) e Marília de Aguiar Gil Moreira (1967). Depois, entre 1969 e 1980, esteve casado com Sandra Barreira Gadelha, mãe de Pedro Gadelha Gil Moreira (nascido em 1970 e falecido em 1990), Preta Maria Gadelha Gil Moreira (1974) e Maria Gadelha Gil Moreira (1976).

Em 1980, após o fim de sua segunda união, se juntou à Flora Nair Giordano, com quem se casou no civil em 1988. Com ela, teve Bem Giordano Gil Moreira (1985), Isabela Giordano Gil Moreira (1988) e José Giordano Gil Moreira (1991). Além de esposa, Flora ainda se tornou administradora das empresas do cantor.

Copyright foto: Francisco Cepeda / AgNews

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Gilberto Gil', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo