0
Obrigado

Saiba como auxiliar seu filho na escolha de profissão

Especialista dá dicas sobre a melhor forma de orientar os jovens na escolha da carreira

Pais devem escutar os filhos para orientá-los na escolha da profissão.

A educação dos filhos, sempre em busca do melhor para eles, é  um grande desafio para os pais. Seja quando ainda são pequenos, ou já mais próximos da idade adulta, novos desafios vão surgindo. A fase na qual os filhos precisam fazer a escolha da profissão é dos momentos considerados mais importantes no processo educacional.

Embora todo pai e toda mãe queiram ver seus filhos bem encaminhados profissionalmente, muitos pais esquecem que a pressão psicológica e o estresse das crianças nessa fase são muito grandes. Segundo especialistas, os pais precisam, antes de tudo, perceber e ouvir os filhos.

Há pais que pensam, por exemplo, que existe uma determinada profissão ideal para seu filho. Outros pensam que, uma vez que o filho tenha escolhido uma profissão, não se pode mudar de atividade ao longo da vida. Há ainda quem acredite que há carreiras melhores que outras e, por isso, a escolha da profissão deveria ser baseada no maior lucro financeiro. 

Influência dos pais é muito forte

 "Estas e outras ideias acabam por interferir no fato de muitos pais quererem determinar a escolha da profissão de seus filhos, o que pode ter consequências na saúde mental deles", alerta Cristiane Moraes Pertusi, psicóloga e especialista em aconselhamento de carreira/coaching
 
Ao contrário do que muitos pensam, nem sempre os jovens se rebelam contra as orientações paternas e maternas. "As ideias dos pais sobre as possíveis profissões para os filhos são importantes e estão entre os fatores que mais interferem na escolha profissional dos jovens", afirma a psicóloga.
 

Equilíbrio na orientação  profissional

Para não criar profissionais infelizes no futuro, especialistas explicam que o melhor caminho é o equilíbrio. Os pais devem embasar o processo de orientação profissional levando em conta  as habilidades pessoais dos filhos e também as perspectivas das profissões nas quais as aptidões dos jovens podem se encaixar.
 
Uma vez entendido que a opinião deles é muito importante aos filhos, os pais têm total condição de orientá-los na escolha da profissão. “A garotada expressa suas habilidades, necessidades e propensões desde a mais  tenra idade. São mostradas em brincadeiras, no estilo de aprendizagem escolar e nas atividades diárias. O importante é dar opinião e não impor nada”, alerta a especialista e coaching profissional
 
De acordo com Cristiane,  é necessário que os pais dialoguem com os filhos e expliquem as razões de suas sugestões, mas sem deixar de ouvir o que eles têm a dizer. E sobre o velho medo de que a escolha da profissão dos filhos vai fazê-los ‘morrer de fome’, a psicóloga especialista em aconselhamento profissional é categórica: “Ganhar dinheiro nem sempre é sinônimo de ser bem sucedido”, afirma..
 
Copyright foto: iStock 
Este documento, intitulado 'Saiba como auxiliar seu filho na escolha de profissão', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.