0
Obrigado

Bye Bye micose: confira dicas para evitar e tratar a doença

Segundo especialista, o tratamento pode demorar até um ano, dependendo da área atingida e da intensidade da micose

Micose: saiba como tratar e prevenir a doença.


Incômoda, a micose é uma doença causada por fungos, microrganismos que podem ser encontrados na terra, na areia, em superfícies úmidas (como banheiros de academia, sauna e piscina), nos animais e até mesmo na pele humana. Seu surgimento tem maior incidência no verão, pois o calor e a umidade oferecem condições ideias para a proliferação rápida dos fungos.

De acordo com a Dra. Carla Albuquerque, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, os fungos presentes na micose consomem a queratina presente na superfície da pele ou das unhas, áreas que são atingidas pela doença. 

Segundo a especialista, os sintomas dependem do tipo de micose e também da localização do quadro da doença. Na maioria das vezes, eles são leves a moderados, mas existem desconfortos como coceira, descamação e vermelhidão na pele e alteração na morfologia das unhas. “Geralmente não é caso de hospital e, sim, de consultórios dermatológicos”, explica Carla.

Tratamento e diagnóstico

A micose é diagnosticada com a ajuda de um exame micológico direto e da cultura dos fungos. Em ambos os casos, o material utilizado é retirado da lesão de pele ou da unha afetada. “No primeiro exame, podemos identificar a ‘espécie’ do fungo e, no segundo, seu ‘nome e sobrenome’”, ensina a dermatologista.

Depois de descoberta, a doença deve ser tratada com antifúngicos (em creme, spray ou loção), além de medicamentos orais, dependendo da intensidade do quadro. Sua cura pode demorar de um a seis meses. Já para a micose de unhas, o tempo pode se estender por até um ano. A médica lembra que a prescrição do tratamento deve ser sempre feita pelo médico dermatologista. 

Segundo Carla, se não tratadas, as micoses podem aumentar progressivamente e até causar infecções secundárias, pois a doença pode servir de “porta de entrada” para bactérias. Neste caso, a micose pode evoluir para um quadro mais grave, como a erisipela - uma doença de pele infecciosa que provoca feridas vermelhas, inflamadas e dolorosas na pele.

Previna já!

Segundo a especialista, algumas dicas podem ser valiosas para prevenir a micose. Confira:
  • Mantenha a pele limpa, bem seca e, sempre que possível, arejada;
  • Após o banho ou esporte, secar muito bem a pele, principalmente dobras e entre os dedos dos pés, primeiro com uma toalha limpa e seca, e depois completar com um secador na temperatura fria (nessas áreas de dobras);
  • Prefira roupas e meias de algodão, que absorvem melhor a umidade (evite tecidos sintéticos);
  • Tenha pelo menos 2 pares de tênis e alterne seu uso (após o uso do tênis, o mesmo deve ficar exposto ao sol, num local arejado)
  • Evite contato com superfícies úmidas, como banheiros de academias, saunas, piscinas, praia (usar chinelos nessas situações).

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Bye Bye micose: confira dicas para evitar e tratar a doença', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.