0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Remédio caseiro para TPM: como a alimentação pode reduzir os sintomas

Descubra como uma alimentação mais equilibrada, rica em certas substâncias, pode reduzir drasticamente os sintomas e incômodos da TPM

Inserir alguns alimentos nas refeições diárias já dão um alívio nos sintomas da TPM.


Em maior ou menor grau, a TPM aflige todas as mulheres em idade fértil, sendo o terror para muitas delas mensalmente. De acordo com a especialista em Endocrinologia Feminina, Amanda Ataíde Gouveia, a alimentação pode ser determinante quando o assunto é a tensão pré-menstrual, além de outras questões. “Fatores sociais e culturais, experiências vividas, além de doenças atuais ou antigas, principalmente os transtornos afetivos, podem influenciar muito”, destaca.

Entre as questões que estão ligadas a TPM, a alimentação talvez seja a mais fácil de resolver. Por isso A Revista da Mulher separou aqui uma lista de vitaminas e nutrientes que podem ser facilmente encontrados e que ajudam a reduzir os sintomas.

Alimentação como remédio caseiro para a TPM

  • Uma dieta rica em cálcio ajuda a reduzir os sintomas da TPM, segundo pesquisa realizada na Universidade de Massachussetts, nos EUA. O motivo é o fato de que o cálcio diminui a contração muscular do útero e a retenção de líquidos. Entre as principais fontes podemos destacar o leite e seus derivados, além dos vegetais e folhas de cor verde-escura, principalmente couve e brócolis.

  • A Vitamina D, juntamente com o cálcio, interfere nos níveis de estrogênio, aliviando os sintomas da TPM. É possível encontrar esta vitamina com abundância no leite, salmão, sardinha, óleo de fígado de peixe, cogumelo, ovos e também em alguns suplementos alimentares que podem ser indicados por médicos e nutricionistas. A exposição aos raios solares também ajuda, uma vez que auxilia na absorção da substância. 

  • O Magnésio é outro mineral que possui a propriedade de complementar as funções do cálcio, contribuindo para a redução da intensidade das contrações dos músculos, responsáveis pelas cólicas. Ele também aumenta a produção de dopamina, o que alivia os sintomas com a sensação de bem-estar. As principais fontes são as folhas verdes escuras, como o espinafre e escarola, o abacate, banana e beterraba, além dos grãos como a cevada, granola e o arroz integral.

  • Já a Vitamina E possui a função de amenizar as cefaleias, dores nas mamas e também as cólicas. Pode-se destacar entre os alimentos ricos neste nutriente os cereais integrais, as nozes e castanhas, bem como o azeite de oliva, óleo de soja e de girassol, a azeitona, milho, gema de ovo, agrião e gérmen de trigo.

  • A hidratação do corpo também é essencial para aliviar o inchaço, tão comum durante toda a TPM. Por isso é indicada a ingestão de muita água, sucos naturais, água de coco, chás e sopas, que são boas opções para reduzir os sintomas.

  • A ingestão de Ácidos Graxos, ou gordura insaturada como o ômega 3 e 6, também contribuem para aliviar sintomas de depressão, irritabilidade, dor nas mamas e retenção de líquido, muito comuns neste período. É possível encontrar o Ômega 3 em peixes (atum, arenque, sardinha, cavala e salmão), no óleo de soja, azeite, rúcula, espinafre e também na linhaça, enquanto o Ômega 6 está no óleo de milho, óleo de girassol, leite, ovos, lula e açafrão.

  • O Zinco tem a função de ajudar no controle de oleosidade da pele, o que diminui o aparecimento de acne, bem recorrente nesse período. Este mineral você encontra nos vegetais verdes escuros, bem como na carne, leite e frutos do mar. 

  • Já as Fibras são importantes para manter o bom funcionamento do intestino, que geralmente fica mais lento nesse período. Por isso, a dica é ingerir mais alimentos integrais, grãos, cereais, frutas e vegetais para evitar o problema.

  • Evitar a cafeína neste período pode fazer muita diferença também, pois além de acelerar o batimento cardíaco, causa insônia, cefaleia e aumenta a irritabilidade. Ela ainda dificulta a passagem do cálcio e pode levar ao aparecimento de câimbras. 

  • Reduzir a ingestão de gorduras saturadas (gorduras de origem animal, como frituras, carnes, gorduras e queijos amarelos) é outra dica importante. Elas estimulam a produção de substâncias inflamatórias como as prostaglandinas e piora os sintomas da TPM, como dor nas mamas, por exemplo. 

Outra dica importante é manter uma rotina de atividades físicas, pois isso ajuda a aumentar os níveis de serotonina, o que por sua vez reduz os incômodos da TPM. É sempre importante lembrar que a persistência de sintomas mais fortes pode indicar outros problemas, o que deve ser avaliado por um médico especialista.

Copyrigt foto: iStock

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado 'Remédio caseiro para TPM: como a alimentação pode reduzir os sintomas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo