0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

#MeuAmigoSecreto: Mulheres denunciam violência e machismo nas redes sociais

Campanha #MeuAmigoSecreto leva mulheres a relatarem nas redes sociais o machismo, a violência e outros abusos considerados 'normais' do cotidiano

Campanha incentiva mulheres a denunciarem o machismo do dia a dia.


As mulheres estão mostrando nas redes sociais que a luta pela igualdade e o combate à violência e ao machismo não vão parar. Ontem mais uma campanha ganhou repercussão nas redes, encabeçada por mulheres que denunciam o machismo

Com a hashtag #MeuAmigoSecreto, a ação ganhou força principalmente no Facebook, onde mulheres de todas as idades mandavam indiretas (algumas mensagens diretas também) denunciando o machismo que fica velado nas ações do dia a dia. 

A campanha traz à tona o grito principalmente das mais jovens, que não querem aceitar mais estas 'violências do cotidiano', pedindo por mais liberdade e direitos. O objetivo da ação é exatamente mostrar o quanto esse tipo de violência é comum e denunciar a contradição de discursos e atitudes de certos ‘amigos’.

#MeuAmigoSecreto

Outras campanhas, eventos e manifestações vêm ganhando as redes e as ruas do Brasil, o que já está sendo considerado por alguns como a “primavera das mulheres”. É uma maneira de dar um basta em toda a desigualdade e violência cometida contra as mulheres diariamente. 

São inúmeros os relatos com os quais muitas mulheres identificam. A campanha monstra mais uma vez uma realidade triste e violenta que as brasileiras precisam enfrentar diariamente. Veja algumas mensagens que circularam nas redes sociais com a hashtag #MeuAmigoSecreto:


Copyright fotos: Reprodução / Facebook e Twitter

Publicado por . Última modificação: por oRedacao.

Este documento, intitulado '#MeuAmigoSecreto: Mulheres denunciam violência e machismo nas redes sociais', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo