0
Obrigado

7 atitudes para seu filho comer mais e melhor

De acordo com uma pesquisa brasileira, 51% dos pais acreditam que os filhos não comem o suficiente. Saiba quais dicas os especialistas dão para minimizar o problema

O que fazer para evitar que as crianças façam cara feia para a comida.


1. Sente-se à mesa

“Chamar toda a família para comer junta à mesa é uma maneira de as crianças entenderem que aquele momento é dedicado para fazer refeições”, afirma a médica nutróloga Ana Luisa Vilela, de São Paulo. Alimentá-los em frente à televisão ou ao computador distrai os pequenos do foco principal. 

2. Incentive o contato com a comida 

Convide seu filho para ajudar em alguma etapa da preparação dos alimentos, como por exemplo, separar feijões ou tirar a casca do ovo cozido, e leve-os à feira ou ao hortifrúti para escolher frutas e legumes. “Na hora de comer, deixe a criança entrar em contato com o alimento, permitindo que ela explore todas as percepções sensoriais (tato, paladar, olfato, visão e audição), mesmo que no começo a criança mais brinque com a comida do que propriamente faça a ingestão”, recomenda o pediatra Rodrigo Felgueira, do Hospital São Luiz Jabaquara, de São Paulo.

+ Papinha: como e quando incluir no cardápio do bebê?

3. Introduza novos alimentos aos pouco

Crianças são avessas a comidas novas por natureza. Por isso, os especialistas recomendam que você ofereça até oito vezes o mesmo alimento, em dias diferentes, até assumir que o paladar dela não aceita determinado item.

4. Não ceda

Se seu filho mal tocou na comida do almoço, não permita que ele coma alimentos pouco saudáveis no intervalo das refeições. “Não deixe nada disponível além de frutas, assim o apetite não será alterado para a próxima refeição”, diz Ana Luisa. Água está liberada a qualquer hora.

5. Apele para o lúdico

As refeições podem ser um momento de diversão também. Vale cantar músicas e contar historinhas que remetam aos alimentos, e montar desenhos com a comida no prato (por exemplo, posicioná-la de modo que forme a cara de um animal). Lembrando que a refeição da criança deve ser o mais colorida possível, contendo porções de carboidratos, frutas ou vegetais, e proteínas. 

+ Educando o paladar infantil: como fazer as crianças se alimentarem melhor

6. Planeje as refeições

Assim como acontece com os adultos, na hora em que a fome bate, os pequenos acabam comendo a primeira opção que veem pela frente. Sugestão: para eles não atacarem aquele pouco nutritivo pacote de bolachas que está no armário, mantenha à disposição do seu filho opções mais saudáveis e fáceis de comer, como bananas. Outra sugestão é preparar porções maiores dos alimentos com antecedência e guardá-las em potinhos. Assim, quando a fome chegar, bastam alguns minutos para descongelar ou esquentar o almoço. 

7. Seja um exemplo

As crianças são espelhos dos pais. Portanto, coloque no seu prato alimentos balanceados, não fale frases como “não gosto disso” ou “essa comida é ruim” perto do seu filho nem mantenha vícios alimentares pouco saudáveis, como tomar refrigerante e comer fontes de açúcar e de gorduras ruins em excesso. “Não adianta ingerir alimentos inadequados e hipercalóricos na frente da criança (como sanduíches e refrigerantes) e ao mesmo tempo desejar que ela aceite um prato cheio de verduras e tome suco de frutas”, diz Felgueira.

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado '7 atitudes para seu filho comer mais e melhor', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.