0
Obrigado

Saiba por que o champanhe pode ser bom para a memória

Cientistas ingleses afirmam que o espumante contém propriedades antioxidantes semelhantes às encontradas no vinho tinto e podem retardar o envelhecimento 

Chamanhes feitos com uvas vermelhas contém propriedades que ajudam a melhorar a memória.


Muito já se sabe sobre os benefícios proporcionados pela ingestão moderada de vinhos. Agora, estudos mais específicos passaram a incluir o champanhe nessa categoria. Quando produzida com uvas vermelhas, a bebida borbulhante, normalmente associada a glamour, requinte e festejos, apresenta os mesmos compostos de polifenol dos tintos, concluíram cientistas britânicos da University of Reading. 

Este componente antioxidante estaria ligado à melhora da memória espacial, auxiliando no processo de gravar novas lembranças, mesmo com o avanço da idade. Os pesquisadores fizeram experimentos em ratos para provar que esses polifenóis retardariam a perda da proteína associada ao envelhecimento e que pode causar a perda gradual de memória.

Concluídos em 2013, os testes mostram que depois de 6 semanas consumindo espumante no jantar, os animais demonstraram um aumento de 200% das proteínas que ajudam na retenção de memória, comparado aos outros ratinhos que não consumiram a bebida.

O estudo não atesta que todos os champanhes tenham essas propriedades. É preciso buscar aqueles espumantes que contenham uvas vermelhas em sua composição, normalmente indicadas nos rótulos como blanc de noir. Além do cuidado na escolha da bebida, é importante ter em mente que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas não faz bem para a saúde. Por isso, evite exageros!

Copyright foto: iStock
Este documento, intitulado 'Saiba por que o champanhe pode ser bom para a memória', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.