0
Obrigado

Grife de Luciano Huck causa polêmica com camiseta infantil

Acusada de incitar à pedofilia, estampa “Vem ni mim que eu tô Facin” aparecia em modelo mirim e acabou sendo tirada do ar; empresa publicou nota de desculpas após o ocorrido

Marca UseHuck, do apresentador Luciano Huck, causou polêmica ao colocar à venda camiseta infantil com a frase "Vem ni mim que eu tô Facin"


Uma camiseta da linha infantil da grife do apresentador Luciano Huck causou polêmica na web. Internautas se mobilizaram nas redes sociais para criticar a estampa da peça que portava a frase  “Vem ni mim que eu tô Facin”. O assunto, que gerou acusações de apologia à pedofilia, acabou entrando para os trending topics do Twitter e chamou a atenção da diretoria da empresa.

Em nota divulgada no site oficial da marca UseHuck, o grupo Reserva, responsável pela confecção e venda dos produtos, reconheceu o erro e se desculpou, afirmando que “não houve qualquer intenção maldosa”. A empresa tentou esclarecer a situação, explicando que “é comum em e-commerce que as artes das estampas sejam aplicadas posteriormente sobre fotos dos modelos com camiseta branca”, no caso em uma modelo mirim. O mesmo aconteceu com outras estampas especiais para o Carnaval, como "folia, micareta, bloco e Carnaval", "10 mil beijos" e "Se eu não lembro não fiz". Logo após o ocorrido, a seção infantil foi tirada do ar para revisão.

Criada em 2011, a marca do apresentador da Globo produz peças com tiragem limitada e destina parte do lucro obtido com a venda das camisas para instituições de caridade. Apesar da repercussão, Huck não se manisfestou sobre o assunto.

Copyright fotos: Reprodução / UseHuck

Este documento, intitulado 'Grife de Luciano Huck causa polêmica com camiseta infantil', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A Revista Da Mulher (https://www.arevistadamulher.com.br/) ao utilizar este artigo.