0
Obrigado

Aprenda a se depilar sem sofrer

A depilação é um ritual de beleza do qual não podemos escapar. Infelizmente, os métodos mais eficazes para se livrar dos pelos indesejados também são os mais dolorosos. Mas seguindo alguns truques é possível se depilar sem sofrimento

A depilação pode ser dolorosa.... mas basta seguir nossos conselhos para se livrar dos pelos (quase) sem dor.


É importante saber escolher a cera certa para depilar áreas sensíveis. O ideal é recorrer à cera morna (por exemplo, camomila ou algas com aloe vera), e não à clássica (marrom clara), que provoca frequentes queimaduras, ou, ainda, a um depilador elétrico (estressante no começo, por causa do barulho que faz). Este tem, em geral, duas velocidades, uma para as áreas mais sensíveis. 

É preciso também escolher um bom dia para se depilar: há dias em que os nervos estão à flor da pele ou que estamos muito sensíveis. Esperar por um dia mais calmo, quando estamos mais equilibrados, permite administrar melhor a dor e evitar tempestades emocionais. 

Aproveite para fazer também um peeling ou uma leve esfoliação (com gel esfoliante, creme ou simplesmente com uma bucha ou uma luva de lufa) para levantar os pelos que crescem debaixo da pele. 

Ao final de um banho, a pele está úmida, portanto, mais mole, e a retirada dos pelos será mais fácil, com menos riscos de eles se quebrarem na base. Secar-se bem é, todavia, imprescindível.

Ao usar um depilador, trate de apertá-lo bem contra a pele; isso pode frear o motor, mas torna a dor menos intensa. 

Usando cera, cuide para arrancar os pelos por faixas, no sentido inverso ao que cresceram (para a tíbia, por exemplo, de baixo para cima) e, em especial, faça isso de uma só vez e sem hesitar. Quanto mais rápido for o gesto, menos a dor se prolongará. 

Passe imediatamente a mão sobre a área que acabou de depilar: a carícia abrevia a dor instantaneamente.

Se for usar o depilador, segure o aparelho com uma mão e, com a outra, abra caminho para eliminar os pelos. 

Em seguida, passe uma solução hidroalcoólica (para lavar as mãos sem água) ou, então, um desinfetante para higienizar bem a área e evitar a formação de espinhas, principalmente se o local sangrou. 

Para quem vai a praia, por exemplo, é bom fazer a depilação um ou dois dias antes, pois, mesmo que não se formem espinhas, a pele fica mais vermelha em volta da raiz dos pelos arrancados por pelo menos 24 horas. 

Depilar-se regularmente é mais indicado: a quantidade de pelos a tirar é cada vez menor, pois nem todos têm tempo de crescer novamente. Além disso, arrancar pelos compridos é bem mais dolorido! 

Existem cremes contendo hormônios que retardam o crescimento dos pelos, ou, se você toma pílula anticoncepcional, informe-se: há no mercado algumas que acabam com este problema. Não esqueça, todavia, que está lidando com hormônios e que eles não agem somente em relação aos pelos. Avalie bem, portanto, os prós e os contras. 

Copyright foto: Istock
Este documento, intitulado 'Aprenda a se depilar sem sofrer', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o A revista da mulher (www.arevistadamulher.com.br) ao utilizar este artigo.